Antigas mulheres para novas gerações // Thaís Lemos

09:00 Douglas Levita 0 Comentarios



Thaís Lemos 



- Quais os desafios de ser uma mulher bíblica na pós-modernidade?

Tenho conversado com muitas moças nos últimos meses: nove em cada dez estão perdidas no que diz respeito a sua identidade e a quem são em Cristo. Saindo do primeiro encontro da Conferência “Velhas Igrejas para Novas Gerações”, no caminho para casa, o Senhor gerou em mim uma dor intensa a respeito da vida de minhas irmãs e uma gratidão imensa pela obra de misericórdia e amor que tem feito em mim.

Enquanto pregava para o volante, comecei a buscar em minha mente as passagens da Palavra que poderiam nos nortear na caminhada, mas Ele não queria que eu refletisse sobre os mesmos versículos que temos lido incansavelmente, ainda que eles tenham seu lugar na formação do caráter da mulher virtuosa. Não queria recorrer a Provérbios 31, texto que, sem a devida vivificação do Espírito, tem-se tornado quase um mantra das “feministas cristãs”. Deus queria falar de identidade; Ele mesmo mostrou o modelo.

A identidade da mulher não é forjada no que ela faz, aparenta ser ou veste, mas em onde ela tem-se alimentado. JESUS deve ser nossa fonte de alimento diário.

“E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede” (João 6,35)

A triste verdade no universo feminino cristão é que continuamos com fome. Para prosseguir de maneira saudável, sincera e apaixonada, precisamos parar com nosso ritual religioso e enganoso e perguntar a nós mesmas:

Quem Jesus é para nós e quem somos nEle?

O primeiro passo é entender de maneira profunda e definitiva que NÃO somos órfãs; somos filhas, co-herdeiras do Reino com Cristo. Se realmente a velha mulher morreu, recebemos um Espírito de Adoção que clama Aba Pai e testemunha ao nosso Espírito que somos filhas amadas, valorosas para nosso Pai.  (Romanos 8, 15-16) . Se o Senhor, que não é homem para mentir, nem filho do homem para que se arrependa, diz que somos preciosas, por que ainda não estamos convencidas? (Números 23, 19). Ore, amada... Isso é sério e dependemos disso para prosseguir aqui.

Papai me mostrou que a resposta pela qual eu chorava naquela noite não estava em um versículo específico, mas sim em TODO o caráter de Jesus elencado ao longo das Escrituras. Precisamos buscar a estatura do varão perfeito (ou plenitude de Cristo – Efésios 4, 13). Devemos, portanto, parecer-nos com um homem? NÃO!! Ele veio como homem, mas era Deus (João 1)! Em Cristo encontramos a plenitude de todas as coisas, inclusive das mulheres. Todas as coisas foram geradas nEle antes da criação do mundo. O céu é nosso modelo, e não o contrário. Pai, Filho e Espírito Santo são nossa referência de família e papéis.
Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele” (Colossenses 1,16).

JESUS é a resposta e Ele ainda pode ser encontrado! Alegremo-nos com seu infinito amor e misericórdia!

“Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto”.
(Isaías 55:6)

A família é o propósito primeiro e eterno de Deus e, nosso principal chamado, é o de ser mulher no seio de uma família. Seja como esposa ou mãe, somos SACERDOTISAS por essência e somente funcionamos como tais se entendemos nosso papel e relevância no Reino.

Satanás vem tentando desde o início dos tempos frustrar a célula matriz da sociedade que é a família, contaminando assim todas as demais esferas. O Senhor me revelou que ele o faz muitas das vezes nos desalinhando com propósitos divinos de três maneiras:

a)      Mulheres que não sabem quem são em Cristo e baseiam sua existência no que um terceiro diz ou pensa sobre elas. Somos quem Deus diz que somos, independentemente das circunstâncias e vozes que nos cercam. Precisamos estar perto da fonte águas vivas para que o ruído da água seja tão intenso a ponto de não permitir que escutemos as outras vozes, os outros sons! (Ezequiel 1, 24)

b)      Mulheres usurpando papéis dos homens. Jezebel manipulando Acabe. Lute e sirva como mulher. Ocupe o seu papel e o Senhor será glorificado com sua vida. Seja ajudadora; funcione com seu cônjuge. Submissão não se trata de obediência cega, mas sim de funcionamento. Se você ainda não se casou, como tem sido sua postura de honra e submissão ao seu pai? Como você tem revelado Cristo a Ele? Você assumiu seu papel de filha e permite que a face do Senhor brilhe na sua ou tenta impor seu sistema religioso antes de amá-lo?

c)      Meninas brincam de bonecas, não geram outras mulheres. Só mulheres geram mulheres. Somente uma pessoa madura pode levar outra à maturidade. É tempo de ingerir alimento sólido, não leite. Deus deseja gerar filhas mulheres, que sejam sacerdotisas em famílias por toda a Terra.

Quando eu era menino, falava como menino, raciocinava como menino. Mas logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino”. (1 Cor 13:11)

“Quanto a isso, temos muito que dizer, coisas difíceis de explicar, porque vocês se tornaram lentos para aprender. De fato, embora a esta altura já devessem ser mestres, vocês precisam de alguém que lhes ensine novamente os princípios elementares da palavra de Deus. Estão precisando de leite, e não de alimento sólido! Quem se alimenta de leite ainda é criança, e não tem experiência no ensino da justiça.
Mas o alimento sólido é para os adultos, os quais, pelo exercício constante, tornaram-se aptos para discernir tanto o bem quanto o mal”.(
 Hebreus 5:11-14)

Só há uma maneira de dialogar com a cultura pós-moderna sem nos tornarmos antibíblicas: CRISTO EM NÓS, levando-nos a ser excelentes em todos os papéis, em todas as culturas, seja como mães, esposas, filhas ou irmãs. (Gálatas 4, 19). O Senhor não nos chama a manchar as vestes de sua Noiva com a corrupção do mundo, mas sim a assumirmos nossa responsabilidade e postura de sacerdotisas dentro e fora do que chamamos de templo. Que sejamos uma geração de mulheres que não negocia sua santidade e que não troca sua promessa por um jantar pseudo-romântico com um prato de lentilhas! (Gênesis 25,29-34).

Enquanto ainda estava no Japão, chorei ao ver algumas fotos sobre um evento que acontece por todo o mundo (em Brasília, inclusive) e cujo nome é Marcha das Vadias. Em vários cultos já vi cristãos chorarem e gritarem aleluias quando recordamos das prostitutas espalhadas por ai que precisam conhecer o amor de Jesus, mas ninguém berra em sua alma quando se lembra da amiga politicamente correta que precisa da sua manifestação como FILHA de Deus para que possa conhecer o amor de Cristo. Sei que muitas amigas e conhecidas adoráveis estavam nesse evento... Comecei a orar em desespero para que o Senhor se derramasse em mim, permitindo minha revelação como filha a essa filhas que marcham em protesto rumo ao inferno.

“A criação geme, como em dores de parto, pela manifestação dos FILHOS de Deus”
(Romanos 8:19)

Deus tem me mostrado que somente com uma busca no SECRETO podemos conhecer a face de Cristo e deixarmos que a face dEle brilhe em nós; e isso independe da cultura com sua pós-modernidade pulsante. Sem o desenvolvimento de intimidade não é possível ter revelação de quem Cristo é. Como imitar e adorar algo que não conhecemos em Espírito e Verdade? Não proponho aqui uma fuga da vida coletiva de igreja, mas um discernimento de tempos espirituais e entendimento de que precisamos de momentos de solidão com o Senhor para nos conhecer conhecendo-O.  

Retorno à questão da CONSCIÊNCIA SACERDOTAL, ponto chave em nossa reflexão. A mulher é uma sacerdotisa, seja ela casada ou solteira. Não importa seu contexto atual. Se você não for uma sacerdotisa enquanto solteira não será quando se casar. Será um fardo, por não saber quem é para Cristo e seu papel no Reino e na família.

Deus tem gerado em mim uma indigestão espiritual por ver moças e mulheres que colocam seus corações na figura do casamento. Muitas de nós, quando começamos a caminhada com o Senhor, logo limitamos nossa vida e nosso fluir espiritual a essa questão. Casamento é benção quando homem e mulher estão alinhados aos propósitos de Deus, mas nosso coração não pode e não deve estar nisso. Se antes do matrimônio não conhecermos a Cristo e tivermos CONVICÇÃO de quem somos nEle, há uma grande chance de frustração pessoal e do propósito de Deus na sua vida.

Se você procura um marido para ser feliz e ter suas necessidades atendidas, você é egoísta e não entendeu o propósito.

O marido é o Cristo de sua esposa e deve estimulá-la a crescer, mas a identidade da mulher deve estar em Cristo, e não em seu esposo, ainda que sejam uma só carne. (Efésios 5, 31).

Como 99,9% das mulheres, desejo me casar e confesso que a identidade de mulher que o Senhor tem gerado em mim tem aumentado meu desejo de ser parte de uma família alicerçada em seus desígnios – fomos geradas para isso. Mas Papai está me chamando a glorificá-lo nesse momento como uma moça solteira plenamente satisfeita nEle, gerando vida em mulheres que estão mortas; filhas amadas que tem buscado satisfazer suas necessidades e suprir suas carências em um relacionamento. Na hora certa Ele fará. Eu descanso no meu Amado, no meu Noivo. Com alegria, compartilho as boas novas: é possível ser solteira feliz nos braços de Jesus e desfrutar de sua BOA, PERFEITA e AGRADÁVEL vontade! Não ouça as vozes quem te dizem o contrário. Não traga o padrão do mundo para a igreja. Não aceite viver uma vida espiritual medíocre porque seu coração está em encontrar um marido (até porque a mulher deve ser encontrada, não o contrário – Provérbios 31). Ore por seu futuro marido, mas avalie quanto tempo de oração tem sido dedicado a isso.

Se sabemos quem somos em Cristo, ainda que solteiras ou com um casamento difícil seremos felizes, pois nossa PLENA SATISFAÇÃO está em Jesus e, quanto mais o glorificamos com nossas vidas, casamentos e “solteirices”, mais somos satisfeitas NELE!! Ele é a alegria verdadeira, ainda que na tribulação. Temos amado mais aos nossos parceiros e sonhos do que a Deus... Triste realidade. Como as coisas seriam diferentes se aproveitássemos nosso tempo intercedendo, buscando a revelação de Jesus pela Palavra, edificando as irmãs, ao invés de nos lamentarmos porque não temos nossos desejos satisfeitos. Vire mulher e tome sua cruz.

Os céus nos trazem a certeza imutável e inabalável a respeito de quem somos. Deus é eterno e imutável e SE estamos mesmo NELE, deveríamos sabê-lo.

Vamos ao SERVO DA ORELHA FURADA de Salmos 40,6 e Deutoronômio 15,12 para finalizar a reflexão (é bem importante ler esses versículos antes de seguir).

É provável que em sua Bíblia os Salmos digam “meus ouvidos abristes”, mas em outras versões temos “minhas orelhas furastes”. Esses servos, quando libertos, em amor, entrega e gratidão ao seu senhor tinham suas orelhas furadas, optando por permanecerem escravos para sempre.

Imagino que todas as mulheres que agora leem esse texto tenham brincos ou alargadores em suas orelhas! Minha oração agora e sempre é que esses brincos que todas usamos possam ser um sinal profético de velhas mulheres adornando a Noiva para uma futura geração. Que possamos nos momentos de mau-humor matinal, durante nossa TPM, num ataque de carência ou em um rompante de ira olhar para essas marcas em nós e lembrarmos que somos escravas de um Senhor amoroso! Que possamos frustrar os planos do mal que nos leva a ser grosseiras pela manhã com nossos pais ou cônjuges, deixando-nos desencorajadas para buscar a face de Cristo depois de termos sido tão carnais... Que nossa natureza em Adão não determine quem seremos. Que o sopro de Deus prevaleça sobre o pó que nos forma (Gênesis 2,7).

“Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro” (Romanos 8, 36)


- PARA PENSAR ATÉ JESUS VOLTAR:

1. Realmente o amamos?
2. Temos buscado-O de todo coração?
3. Como tem sido nosso tempo de busca no secreto?
4. Desejamos a volta de Jesus ou nossa vida terrena nos satisfaz?

-FILHAS DE TODAS AS NAÇÕES, CLASSES SOCIAIS E ESTILOS VIRÃO ADORAR O SENHOR (Ezequiel 34, 12, por mim)  - seja sacerdotisa dessa profecia!

A Ele toda a glória por todo sempre!!! Amém!!!

0 comentários:

Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga